quarta-feira, 7 de julho de 2010

Terror LGBT - Parte 2

Continuado com os meus devaneios....
f) O casal Gay a dançar em cima do palco, usando todo o apoio do gradeamento, numa dança pseudo sensual. E, quando se olha por mais de 1 minuto... faz-se luz na minha mente (sim... demorei muito tempo... afinal, não se esqueçam que é uma discoteca)!! Ahhhhhhh, é um rapaz e uma rapariga. Mas, serão "Gays", "Lez" ou "Hetero"???? O que poderemos chamar?? Temos mesmo que rotular? Desculpem, mas não será nada fácil;
g) A odisseia que é ir ao WC... e, ter medo de lavar as mãos!! Sim, as mãos!! Simplesmente, porque atrás de nós estão duas "butch" com ar de muita, mas muita FOME;
h) A Senhora Butch, com a sua camisa de xadrez (haverá "Butch" que se preze que não use camisa de xadrez??? Pergunta retórica, claro!!!) com manga comprida, calça de ganga clara e cintura subida, mãos nos bolsos, parada no meio da pista a ver as vistas. Será que ninguém ainda teve a delicadeza de lhe explicar que as calças usam-se com uma lavagem mais escura (aquele tom usava-se nos anos 90), o tecido a mais na cintura dava para fazer um blusão (a não ser que sirva para tapar a cinta de perna), e estar parada numa pista de dança (pormenor importante - pista de dança) é um pouco triste, ainda que se esteja a tentar arranjar par para.... estar parada!!!
i) Os casais hetero encostados à parede ver quem poderá ir para casa com eles... satisfazendo assim uma fantasia. E, podiamos achar que seriam bonitos, interessantes, apelativos... Podiamos, mas estariamos completamente enganad@s;
j) A zona de fumadores cheia (para quem nunca foi ao Maria, são acima da zona da pista e do palco, junto as paredes, estilo Balcão), com o gradeamento protector cheio de corpos juntinhos, a olhar para a Plateia, ou melhor para a carne a ser "comida" (perdoem-me @s vegetarian@s).
Ficou muito para dizer, mas são aqueles instantâneos que vistos resultam muito melhor. Isto, foram apenas alguns momentos e personagens de uma hora. Depois, de observarmos e ser observadas, resolvemos num momento de grande lucidez e, extremo bom senso, ir para o Trumps!
O que ficou deste momento....
Uma tristeza por um espaço desaproveitado. A certeza de um dia, um dia abrir a discoteca LGBT com que sempre sonhei (ai... euromilhões ajuda-me). E, que nos próximos tempos os meus pezinhos não vão entrar no Maria!

1 comentário: